Ocorreu um erro neste gadget

quarta-feira, 30 de junho de 2010

2 anos. com choro e risada!

Dia triste. Dia pensativo. Dia saudosita. Dia 23 de Junho. Este ano completou 2 anos, e teve aquele ritual de família de "missa de aniversário" de morte. Louco ter um aniversário de morte. Aniversário remete àquela coisa boa, de novo ano, de coisas novas, de mais um ano agregado à tua certidão, à tua identidade. Significa mais um ano de arrecadação de coisas, momentos, palavras, abraços. Já morte é o 'fim', pode até ser o início de outra coisa, mas por ser desconhecida, nos parece o fim desta arrecadação. Não há mais abraços - físicos. Enfim, a questão é que soa estranho usar aniversário e morte na mesma sentença.

Não foi um dia tão triste quanto 2 anos atrás. Nem perto. Foi um dia mais de memórias. Triste ao lembrar que é uma perda, feliz por ter passado 28 anos ao seu lado.
Mas enfim, no meio desta tal missa tive uma vontade louca de gargalhar, tive que segurar muito meu riso. Cerca de uma semana antes, estava batendo papo com um querido aqui em casa, e, conversando sobre essas situações de missa/Igreja Católica (seja missa de morte, celebração de casamento, batizado etc.), eis que o querido me diz: "Cara, no batizado de meu sobrinho, no momento em que o Padre disse 'Hosana nas alturas', a primeira imagem que me veio a cabeça foi Rosana lá no altar cantando 'COMO UMA DEUSA'".
E não é que meio da missa, quando o Padre começou 'Hosana nas alturas', f-u-d-e-u. tive que segurar o riso, e só pensava em massacrar meu querido!
A missa no final das contas foi leve. Mas saí de lá precisando bater um papo, tomar uma cerveja, pensar em outra coisa....falar besteira.
Eis que fui encontrar outro querido, e fomos parar em um boteco por alí perto mesmo.
Papo vai, papo vem, começamos a falar de cinema. O querido2 me vira e diz "Adoro Festim Diabólico...". Uma mulher, por volta de seus 50 anos, loira, em forma, e considerada por muitos como A Doida do bairro, vira-se para nós e diz "que bebida louca é essa??? Eu quero!!!". Explicamos que não era uma bebida, e sim o filme do Hitchcock. Não satisfeita, ela resolve entrar em uma verdadeira odisseia: Inventar uma bebida chamada Festim Diabólico.
"Mas tem que ter fogo. Fulano, pega lá na cozinha o álcool 96%. Vamos colocar por cima e atear fogo, e tem que virar na hora!" Será que ela não sabe que faz mal ingerir álcool assim? Tentamos avisar. Ela nem aí. queria porque queria colocar o álcool por mim para 'dar efeito'.
Ela misturou campari (sim, vermelho lembra diabólico...) e vodka, lascou álcool por cima, ateou fogo, e meteu pra dentro!!! L-O-U-C-A. Pronto, e ainda acha que essa mania vai pegar.
Em um determinado momento, havia 2 homens batendo papo em outra mesa, um dele ao celular. Ela vira e nos fala baixinho 'viu? eles estão passando a receita para amigos pelo telefone! a receita é nossa!!!! vai virar moda".
Gente, acabou que dei boas risadas neste dia. Foi um triste alegre.
Tudo o que chorei ao longo do dia, tentei igualar com risadas no início da noite.
Forte abraço!

7 comentários:

  1. Oi Bia! nada melhor do que conseguirmos compensar uma coisa com outra. Acho q a tristeza tem que ser sentida sim. E chorada e lembrada. Faz parte da vida! Mas acho que tbem precisamos rir despretensiosamente, gargalhar com o inusitado e beber alcool 96%. ahuahua. ou nao!
    Enfim. Chorando ou gargalhando, a gente vai levando!

    bjo querida. Bem-vinda de volta.

    ResponderExcluir
  2. super obrigada Dan!
    O sumiço está acabando... as provas acabaram...
    I'm Back!
    beijo e obrigada pelo carinho!

    ResponderExcluir
  3. rs. Adorei a "doida do bairro". como assim!? E o garçon serviu alcool pra louca?
    Hosana, Rosana, festim diabólico, doida do bairro e conspiração para roubar receita alheia, até o meu dia acabaria em ótimas risadas.
    Bom retorno. bjs

    ResponderExcluir
  4. Bia Querida, Isto é a vida né? Lágrimas e risos que bom que cada um tem sua hora e um não impede o outro. Estamos nos desencontrando! Tô com muita saudades de jogar conversa fora contigo tomando uma cerva. Tenho dormido muito, loucamente e esta semana tô dando aula todos os dias, além do trabalho na editora, enfim, vamos nos ver na sexta ou no finde. Bjão!

    ResponderExcluir
  5. Não só vi a tal Rosana voando pelo altar, como ouvi nitidamente sua voz. Agora vamos combinar...Rginaldo aê de cima, que não é o Farias, está certo. Dia terminando com muitas histórias desconexas. Já pensou em gravar um curta sobre este dia? Hahhahaa....O nome poderia ser: Conspiração e roubo da receita alheia...Estrelando: Rosana nas Alturas, a Louca do Bairro. No mais, faça uma festa de lançamento chamada Festim Diabólico e convide somente as pessoas que deixaram comentários...rs
    Compensar a tristeza com alegria ainda é o melhor remédo.

    ResponderExcluir
  6. valeu fabitcho querido! lembrar da tua história realmente me fez bem em um dia tão triste! obrigada por ser tão presente sempre!
    Rafa querido, hoje é segunda, a semana começou./.. nos vemos?
    Reginaldo querido! sim o garçom serviu álcool pr á loucaaaaaaaaaaaaaaa!
    beijos em todos

    ResponderExcluir
  7. Bia passei para conhecer seu blog ele é not°10, show, espetacular desejo muito sucesso em sua caminhada e objetivo no seu Hiper blog e que DEUS ilumine seus caminhos e da sua família
    Um grande abraço e tudo de bom
    Ass:Rodrigo Rocha

    ResponderExcluir