Ocorreu um erro neste gadget

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Reencontros...

Esse ano tive alguns reencontros que não esperava. Amigos que não via há muito tempo, pessoas que jurava que nunca mais ia reencontrar, pelo menos não nessa vida. Pessoas queridas, pessoas nem tanto, pessoas esquizofrênicas, pessoas alegres, pessoas tristes, enfim, um mundo de pessoas, literalmente. Algumas dessas figurinhas, farei um esforço para que o hiato não retorne, ou que não dure tanto tempo assim. Outras, apareceram apenas para me provar certas coisas, e o desfecho foi feito já. O tal hiato venceu, e novamente apareceu.
Sei que muito aprendi, principalmente sobre eu mesma. Certas horas é necessário dizer não, é preciso olhar as suas prioridades acima das dos outros. Isso com certeza aprendi. Esse afastamento retomado também muito me ensinou, pois costumo sofrer com essas separações amistosas, não consigo aceitá-las de prontidão. Um certo luto sempre vem acompanhado. Um mal necessário.
Enfim, esta semana estou super feliz, por reencontrarei uma pessoa muito, mas muito especial, que não vejo desde 2006, por questões físicas...A distância separa unicamente nossos corpos, pois o carinho permanece o mesmo. Poderei passar uma semana ao seu lado, comemorando um dos momentos mais especiais para ele: seu casamento! Sim, estarei lá! Em NYC, mas sinceramente, por mais amor que eu tenha a essa cidade, FODA-SE NYC... não é o foco do momento.
Estou na contagem regressiva... e na volta escrevo mais!
abraço carinhoso a todos!

sábado, 17 de outubro de 2009

Inspirações de um passado nem tão distante

e a inspiração e a nostaligia não me deixa em paz!!!!:

"Um caí, outro levanta
Choro tudo hoje para amanhã poder sorrir.
Evito tomar decisões
no momento em que mais deveria estar certa e persistente!
Me largo a deriva
uma menina de rua
mas não DA rua...
Me tranco dentro de mim,
meu mundo,
minhas razões,
meus pensamentos que refletem no meu exterior.
E este não clama,
nem reclama
tampouco avisa e me desnuda
com um simples SIM ou um forte NÃO."
Fábio, essa é pra você, e só você vai entender o porquê!

"Por que será que o maravilhoso, o bonito, o bom, a cena da vida sempre é comparada com ilusões, cenas surreais, filmes, pinturas e até dizemos "PARECE ATÉ DE MENTIRA".
PORRA, é a pintura que é tão bonita que parece real e não um beijo gostoso na boca que parece com o tal beijo da novela. Acordem!"

2001... não foi uma Odisséia...

Meus pensamentos em 2001.... atualmente encontrados rabiscados num passado que muito se fez presente...

"Posso até correr, mas pra que, se na realidade não me levará a lugar algum que seja longe o suficiente de mim?"

"Dias da semana passam sem sentido e desapercebidos...
muita coisa não existe mais, e muitas outras não sinto mais. Ainda assim, o novo, o estranho novo não me instiga como quando ele era apenas um futuro por chegar. Agora ele é real, apenas real e presente."

"Hoje me disseram que NADA SEI. Na verdade fiquei satisfeita em saber que minha busca ainda não acabou."

"Minhas dúvidas me dizem e contradizem. Oh, que merda."

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Hoje NÃO é um dia como outro qualquer...

Pois eis que hoje NÃO é um dia como outro qualquer! A felicidade bateu com força na porta, e o sorriso está ocupando toda minha cara! Estou ridiculamente, infantilmente, incrivelmente feliz hoje!
A princesa vai sair do seu novo castelo, e finalmente alcançar todos seus objetivos projetados para esta nova fase! A última tão desejada meta, a profissional, tocou seu telefone hoje, convidando-a a definitivamente sair da inércia mental, e novamente ingressar no mercado de trabalho!
Meu sorriso não está contido, meu grito tampouco! Estou praticamente histérica de emoção! E confesso que sinto que minha última postagem lhe deu uma sorte sem igual, embora ela não precise de sorte jamais! É competente até o talo, extremamente capaz.... e espero que ela jamais tenha duvidado disso durante essa fase, este hiato que ela passou!
Pois então, querida princesa, esposa do Toro, Parabéns, com o alfabeto completo! Fico feliz por estar presente neste momento de pura alegria e realização!
Um abraço de te tirar o fôlego, com muito amor... eu

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Hoje é um dia como outro qualquer...

Hoje é um dia como outro qualquer. O sol amanheceu como sempre, depois de uma noite chuvosa, é uma quarta-feira normal e rotineira. Ontem também não foi muito diferente, se não fosse uma conversa muito especial e que muito mexeu com minha cabeça, minhas perspectivas, minhas idéias, meus sentimentos e principalmente minhas decisões.
Sabe quando ouvimos conselhos, sabemos e entendemos, mas a ficha não cai? Talvez por não ser o momento certo de se ouvir... talvez porque só ouvimos o que realmente queremos na hora que realmente precisamos. Pois foi isso que me ocorreu ontem a noite. Ouvi o mesmo conselho que venho escutando a algum tempo, mas me pareceu o momento certo de absorver aquele conselho. A pessoa que me passou, um ser muito querido, verdadeiro, bom, sincero, já havia me dito a mesma coisa um par de vezes. Ouvi com carinho como sempre o ouço, mas desta vez me tocou na ferida. Ele disse algo a respeito de descobrir o que gosto e tornar isso um meio de vida. Pois o momento crítico que estou passando agora está sendo um momento repleto de tomadas de decisões, de descobrimento, e principalmente redescobrimento pessoal e profissional. A dúvida tem me consumido de tal forma que está me cegando para o que talvez esteja mais perto do que eu possa imaginar. Estou tão ansiosa, tão preocupada em decidir algo, em tomar um rumo, e sair dessa inércia profissional que vem me consumindo, que tenho esquecido de pensar nas possibilidades antes de decidir... e no fundo não tenho decido absolutamente porra nenhuma por não pesar e pensar essas possibilidades.
Pois agora, o que realmente me falta, depois dessa conversa reveladora, é realmente começar a pensar no que me dá prazer, no que mexe comigo, no que me dá vontade de continuar. Tenho que tentar controlar minha famosa volatilidade, minha eterna montanha-russa, não abrir mão do meu ser volátil, apenas encostá-lo por algum momento para descobrir ou redescobrir certas coisas... Não quero mudar minha essência, não quero ser outro ser... quero ser eu mesma, mas para continuar preciso me colocar no escanteio por um momento... e depois me colocar em campo novamente.
Essa leve substituição está em processo de ser feita.
Quero agradecer a todos que têm me dado força e o mesmo conselho de sempre... mas quero agradecer em especial esse ser que conseguiu fazer com que a ficha caísse ainda em tempo de torná-lo realidade. Amado meu, de coração, um muito obrigada.