Ocorreu um erro neste gadget

sábado, 19 de dezembro de 2009

Tradições

Certa vez li que era muito importante manter tradições, quaisquer que fossem, em qualquer âmbito: familiar, cultural, religioso, etc. Depois, li, já na adolescência, que o importante era quebrar tradições, quaisquer que fossem, em qualquer âmbito. Rebelar-se e impor-se é mais importante do que simplesmente aceitar certas coisas como verdades absolutas.
Hoje em dia, discordo de ambas as afirmativas acima. E devo isso puramente à minha família.
Permita-me ser mais clara: na minha família, nós inventamos tradições. Não quebramos, nem necessariamente seguimos. Apenas inventamos diariamente novas tradições, sem quebrar as antigas. Isso é uma delícia!!
Por exemplo: árvore de natal na casa da minha mãe tem chinelos havaianas penduradas! Isso é o máximo! Virou tradição! Não necessariamente seguimos essa tradição todos os anos, mas virou tradição!
Outro exemplo, também natalino (desculpa, mas estou no pseudo-espírito...): no natal da vovó, que NUNCA é no dia 24, nem dia 25... as vezes ocorre em datas bem distantes do próprio natal, pois o importante é reunir independente da data, criamos a seguinte tradição no ano passado: ao longo do ano, depositamos moedas dentro de um porquinho-cofre. Sem restrições de quantidade ou tipo de moeda. Vale desde 1 centavo (embora fora de circulação) até um real. Só não valem notas. Apenas moedas. Então, depois do porco bem gordo e pesado, na noite do nosso natal, cada um de nós especula quanto dinheiro tem lá dentro, anotamos direitinho no papel, quebramos o porco (parte mais divertida!!!), e começamos a contar! É o máximo! Todos interagem, contando ou vigiando, anotando, enfim! Uma brincadeira que virou tradição! (PS. esse ano, EU ganhei as moedas! yupppiii!!!)
Outra tradição é jogar mímica com nomes de filmes na noite de natal! Depois de biritar, é claro! Senão, não tem graça!!
Enfim, acordei pensando nisso, e achei gostoso compartilhar isso com vocês!!
Forte abraço, e até breve, bem breve!

Nenhum comentário:

Postar um comentário